Usar o banco digital vai se tornar cada vez mais comum

0
693
Grupo de empresários olha a conta digital no computador.
A quantidade de pessoas que usa o banco digital é cada vez maior porque ele traz facilidades e vantagens aos clientes.

Informe Publicitário

Usar a conta de um banco digital é mais simples e barato do que a de uma agência física.

Além disso, a instituição financeira virtual permite que você faça as transações de forma mais rápida.

Veja por que vale a pena abrir conta num banco digital.

Tecnologia financeira avança e agiliza a vida do cliente

Banco digital é a instituição financeira que oferece todos os serviços e o atendimento no ambiente virtual, ou seja, pela internet. O cliente acessa o banco, realiza as transações necessárias e tira dúvidas usando só o computador ou o aplicativo do celular. Banco digital não tem agência física.

O avanço da tecnologia nos últimos 20 anos levou a mudanças não apenas na forma de trabalhar, mas também no jeito de organizar a vida.

Entre as novidades que vêm ganhando espaço ultimamente está o banco digital.

Sua proposta é bem simples e por isso avança a passos rápidos rumo a massificação. Ele também é chamado de fintech e traz várias vantagens a você.

Antes de mais nada, é interessante saber de onde veio esse termo tão usado agora.

Trata-se da união da primeira parte das palavras financial e technology. Viu como a tecnologia, além de tudo, ainda aumenta seu vocabulário?

Vale a pena ressaltar que fintech diz respeito a qualquer serviço financeiro oferecido no ambiente digital. Isso não se limita aos bancos. Veja os exemplos de outras categorias nesse segmento:

  • Pagamento
  • Controle financeiro
  • Crédito ou empréstimo.

Mas a ideia aqui é explicar apenas a atuação dos bancos digitais.

O maior diferencial deles está em oferecer os serviços de qualquer instituição financeira tradicional, mas sem a necessidade de ter imóvel para trabalhar.

Parece estranho? Então, é melhor se acostumar porque essa tendência está crescendo rápido.

Em vez de tais empresas manterem uma agência, elas oferecem os serviços no ambiente digital, ou seja, em sites e aplicativos criados com essa finalidade.

Desde o primeiro contato com o objetivo de abrir sua conta, até as operações um pouco mais complexas, tudo é feito de maneira virtual, de qualquer lugar.

Prepare-se para viver num mundo em que a presença física será cada vez menos necessária.

Banco digital quebra barreiras no atendimento ao cliente

Celular com a aplicativo de um banco digital na tela.
O banco digital é a alternativa para receber atendimento mais rápido e seguro do que o existente numa agência física.

A redução da burocracia nas negociações feitas por meio dos bancos digitais é outro ponto a favor dessa estratégia online de oferecer serviços financeiros.

Muitos deles não realizam pesquisa para saber se o cliente tem dívida na praça.

Isso ocorre porque faz parte dos planos dos bancos digitais atrair justamente as pessoas que ainda não têm conta em nenhuma agência tradicional.

Trata-se de um caminho seguido com o objetivo de atrair quem está fora do mercado financeiro.

Há milhões de pessoas sem condições de atender as exigências dos bancos, inclusive em relação à comprovação de renda ou ao valor mínimo a ser depositado na abertura da conta.

Esse público-alvo, se for bem recebido, tem elevado potencial de negociação.

Ele também é carente de bom atendimento porque raramente se sentiu confortável dentro da agência. Até o contato com o gerente ou demais funcionários era feito de maneira fria, distante e impessoal.

Já no ambiente digital, o tratamento ao cliente é mais próximo e informal. As pessoas ficam  mais à vontade porque várias barreiras físicas e conceituais foram eliminadas.

Dessa forma, a revolução digital se estende ao relacionamento porque a proposta de atendimento é humanizada nesse formato de atuação.

Ao mesmo tempo, as fintechs também chamam a atenção de quem tem conta em agência física porque a má qualidade na prestação de serviço é uma reclamação geral.

Fila, falta de informação e até má vontade no atendimento são só alguns exemplos do que o cliente enfrenta quando precisa ir à agência resolver algo.

Todas essas causas são eliminadas quando o contato é virtual.

As transações financeiras são feitas com mais rapidez, segurança e satisfação, pois há menos burocracia no processo em geral.

Redução de custo é uma das vantagens do banco digital

Saco de dinheiro ao lado de uma calculadora, uma lupa e algumas moedas mostram que com o banco digital dá para reduzir custos
Quem tem conta em banco digital consegue controlar melhor as finanças porque pode pagar menos tarifas no dia a dia.

A principal proposta do banco digital é levar o cliente a ter controle da própria vida financeira.

Isso se torna mais fácil a partir do momento em que ele deixa de pagar várias tarifas.

Só é possível oferecer a isenção porque o modelo virtual é muito mais enxuto e flexível, quando comparado à estrutura física das agências.

Sendo assim, se torna mais fácil controlar as contas no dia a dia.

Mais uma das estratégias nessa direção consiste em reduzir a taxa de juros cobrada no cartão de crédito. Ela está entre as principais vilãs do controle do orçamento.

Quanto mais diferenciais são oferecidos ao cliente, maior é a chance de ele se adaptar rapidamente às mudanças.

Ainda há outra razão que está levando as pessoas a mudarem o jeito de ver a tecnologia.

A quarentena obrigou muita gente a enfrentar o medo de resolver seus problemas pela internet. Por causa do coronavírus, muitas barreiras estão caindo.

Essa realidade vai acelerar cada vez mais a transição rumo às plataformas digitais.

O papel das empresas ao oferecer informações voltadas à educação tecnológica de seus clientes se torna ainda mais crucial nesse momento.

Se ele já está perdendo o medo do ambiente digital, fica mais fácil orientá-lo a respeito de como usar toda a tecnologia para o próprio benefício.

Mais uma clara mudança de rumo já está presente no segmento financeiro.

O pagamento das compras usando o QR code. Muitas pessoas já constatam que essa opção é mais fácil, rápida e segura do que usar dinheiro ou cartão.

Veja, a partir de agora, como essa forma de pagamento está crescendo no Brasil.

Nova forma de pagamento já muda o hábito das pessoas

É cada vez maior o número de pessoas que paga suas compras fotografando com o smartphone o QR code indicado pelo caixa.

De acordo com a pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box – Comércio móvel no Brasil, 35% dos internautas com smartphone já fizeram pagamentos em lojas físicas fotografando o QR code.

A empresa entrevistou 2.058 brasileiros que acessam a internet e possuem smartphone.

Tal forma de pagamento tem crescido bastante porque é a mais acessível, afinal, pode ser usada em qualquer aparelho com câmera e conexão à internet.

Mas há outros motivos para tanta gente fazer essa opção.

Os bancos digitais firmam parcerias com o comerciante, cujo objetivo é abrir o maior número de contas em certa plataforma.

Entre as vantagens para o lojista está a redução do custo financeiro com alguns itens:

  • Taxas
  • Tarifas
  • Adesão
  • Anuidade.

Ele ainda tem a possibilidade de vender oferecendo cashback. Trata-se da estratégia de dar ao cliente o direito de usar certa porcentagem do valor de sua compra quando voltar à loja. É um tipo de desconto que pode chegar a 70% do valor gasto.

Quanto mais benefícios o dono da loja oferece aos clientes, maior é a chance não só de atrai-lo, mas também de fidelizar a relação comercial.

Isso vai ser muito importante quando acabar a quarentena.

Os bancos digitais vieram realmente para ficar e essa é uma trajetória sem volta.

Uma das conclusões da pesquisa é a de que o mercado passará por rápida transformação digital em todos os setores.

Tal interpretação significa que os dispositivos móveis serão cada vez mais usados para acessar vários serviços.

Se você acha que terá dificuldades para começar a usar serviços digitais, veja como se adaptou muito bem ao avanço da tecnologia em outra área.