“Qualidade da Criatividade” mostra o caminho das pedras

0
139

Título: Qualidade da Criatividade

Autor: Victor Mirshawka Jr. e Victor Mirshawka

Editora: DVS Editora

Sinopse

Numa época em que o desempenho das máquinas é melhor e mais rápido do que o do homem, ele precisa encontrar alguma forma de se destacar para não ser substituído pela inteligência artificial.

A primeira vantagem humana que vem à mente de quem pensa sobre esse tema é a capacidade de ter sentimento. Tal conclusão está certa, mas essa não é a única característica quando se fala a respeito das condições que mantêm as pessoas à frente dos computadores.

Sendo assim, outro atributo é a criatividade. Diferente do que muitas pessoas imaginam, ela não é um dom com o qual algumas pessoas nascem e outras ficam sem o direito de ter boas ideias para encontrar as soluções dos problemas do dia a dia.

Segundo os autores desse livro, qualquer pessoa pode não apenas aprender a ser criativa, como também ampliar a capacidade de pensar de forma original. Quer uma prova? Certas faculdades têm essa disciplina na grade curricular de alguns dos seus cursos.

A obra também acaba com os três principais mitos sobre o assunto. O do mistério, o da magia e o da loucura.

No lugar dessas antigas crenças, os autores definem a criatividade por intermédio de suas quatro dimensões ou, como preferem dizer, pelos 4 Ps da criatividade: person (pessoa), process (processo), product (produto) e press (ambiente).

Além disso, o livro também está repleto de exercícios práticos voltados ao desenvolvimento da criatividade. Os trechos nos quais eles aparecem até recebem o nome de Neurofitness, fazendo relação direta com um plano de exercícios cerebrais.

Se você sempre quis ser mais criativo ou se já sente a necessidade de ampliar o leque de competências para permanecer (ou voltar) no mercado. Esse livro tem muito a lhe ensinar.

Esse título também possui o volume 2, que se trata de imperdível continuação.