O Pix vai aumentar a movimentação financeira no país

0
281
Cliente usa o pix para fazer o pagamento com celular.
O Pix vai dar acesso para muitas pessoas fazerem movimentação financeira e isso vai aumentar o volume de negócios.

Informe Publicitário


O Pix chegou para dar mais segurança e agilidade nas transações financeiras.

Essa forma de pagamento instantâneo transfere o dinheiro em poucos segundos, não cobra tarifa e pode ser usada inclusive nos fins de semana e feriados.

Até quem não tem conta corrente tradicional pode aderir ao Pix e aproveitar suas vantagens.

Veja o que é o Pix, como ele funciona e por que vai ser bom para você.

Nova forma de pagamento faz transferência qualquer dia

O Pix é uma forma de pagamento instantâneo que permite fazer transações eletrônicas de uma conta para outra sem limite de dia ou horário. A transferência de qualquer valor é realizada em até dez segundos e não existem tarifas para pessoa física nessa operação. Ele foi criado pelo Banco Central e tende a melhorar o ambiente financeiro.

Até o mês passado, a única forma de transferir dinheiro de uma conta para outra, sem ir ao banco ou passar cheque, era por meio do DOC e da TED.

As duas opções cobram tarifa e a primeira só transfere o valor no dia seguinte. Elas só estão disponíveis nos dias úteis e isso limita a movimentação do dinheiro.

Mas agora tudo mudou porque o Pix é oferecido não apenas pelos bancos, mas também por fintechs e empresas que trabalham com formas de pagamento.

Outra vantagem dele é poder ser usado no próprio celular, pois é um meio de pagamento disponibilizado pelos aplicativos que oferecem serviços financeiros.

Ele vai aparecer na tela como mais uma opção para você fazer a transferência desejada e ninguém é obrigado a aderir à novidade. A escolha é sua.

Mas quem quiser usá-lo deve criar uma chave Pix e isso é muito simples e rápido. Basta acessar o ambiente digital da empresa e seguir as orientações.

Essa chave é o endereço do Pix e poupa tempo. Em vez de digitar sempre o CPF e os dados da conta na hora de transferir, é só informar a chave do Pix.
Há quatro chaves disponíveis:

  • CPF ou CNPJ
  • Número do celular
  • e-mail
  • Chave aleatória

A chave preferida só pode ser usada naquela empresa, ela é exclusiva. Mas você pode escolher as outras chaves para as demais instituições.

Veja mais detalhes para fazer tudo certo.

Pix tende a ser a forma mais usada para fazer pagamento

O Pix será muito usado no comércio.
O comércio tem vantagem em usar o Pix e a novidade deve ser a ferramenta mais escolhida como meio de pagamento.

Nem é preciso ter conta corrente tradicional para usar o Pix, pois ele não é uma forma de pagamento exclusiva dos bancos. Tal serviço está sendo usado por instituições financeiras e de pagamento, porque se trata de algo pensado para ser acessível ao maior número possível de usuários.

Basta abrir conta em qualquer prestador de serviço que participe do Pix. Pode ser uma conta corrente, poupança ou pré-paga. Tal solução é bem flexível.

Inclusive para a escolha da chave. Aliás, a chave aleatória é formada por um conjunto de letras, números e símbolos gerado de maneira automática pelo próprio aplicativo.

Agilidade, praticidade e segurança são as principais vantagens do Pix. As transferências são feitas de forma rápida porque a chave já reconhece os dados necessários para a transação. É questão de instantes para finalizar o processo.

Como a transferência do dinheiro é imediata, o comércio vai preferir oferecer ao cliente o próprio Pix como meio de pagamento na hora de acertar a conta.

Essa operação vai ser bem comum, já que o dinheiro vindo por intermédio da operação de débito entra na conta da empresa apenas no dia seguinte. E ninguém gosta de ficar esperando para receber.

Sendo assim, as lojas vão oferecer um QR Code para o cliente e nessa imagem estará o Pix da empresa. Basta capturar a imagem do QR Code e pagar a conta.

Quem usa o Pix pode ficar tranquilo em relação à segurança porque ela é prioridade quando se fala do sistema financeiro. Todas as informações transmitidas são criptografadas e circulam por uma rede separada da internet.

Novas oportunidades de negócios devem surgir em breve

O Pix vai dar acesso a negócios online e elevar o nível de negócios.
O Pix é muito fácil de usar e assim vai ajudar as pessoas a perder o medo de fazer transações financeiras pela internet.

O pagamento com o Pix pode ser agendado de acordo com as necessidades do cliente e, caso na data prevista não tenha dinheiro na conta, a transação é cancelada. Tal alternativa dá chance para o comércio oferecer parcelamento no Pix.

Essa modalidade de agendar o pagamento é facultativa, ou seja, nem todo participante é obrigado a oferecer. Por isso, a melhor alternativa é ver em quais empresas ela está disponível. Vai sair ganhando quem oferecer ao mercado as melhores condições de pagamento.

Mesmo com tantos benefícios, há uma desvantagem em relação ao DOC e ao TED. Nestes dois casos, quando a transferência está errada por causa de algum dado fornecido por engano, a quantia volta para a conta de origem. No caso do Pix, isso não é possível porque a transferência é feita em segundos.

A única alternativa é pedir para quem recebeu o dinheiro devolver a quantia transferida. Para isso, o Pix tem um dispositivo chamado devolução e ele sempre é acessado pela pessoa que teve o valor creditado na conta.

Com o objetivo de evitar qualquer transtorno, é muito importante checar todos os dados antes de concluir a transferência pelo Pix. Sua maior vantagem acaba sendo seu ponto fraco, mas apenas para quem está distraído na hora da transação.

Até a pessoa que não tem a chave dessa forma de pagamento pode receber o dinheiro assim. Quem precisa aderir ao Pix é a empresa, não o cliente. O pagador usa a própria chave para enviar o dinheiro, porém, quem o recebe, não necessita de nada para ter o valor na conta.

Variações do Pix já são bem-sucedidas em vários países

O Brasil está começando agora a usar o Pix, mas a modalidade de pagamento instantâneo já existe com sucesso em outros países, com poucas variações no modelo adotado em cada um deles.

A Índia e o Reino Unido são apenas dois casos de sucesso entre os mais de 50 países que já oferecem esse serviço à população.

Do mesmo modo, segundo o ponto de vista nacional, a vantagem do pagamento instantâneo está em oferecer uma oportunidade de inserção financeira às pessoas que não têm conta e banco.

Tal opção foi muito bem-sucedida na Índia, onde há bilhões de habitantes e muita gente não tem acesso aos serviços financeiros tradicionais. Por causa de algumas características semelhantes com esse país, o mesmo deve ocorrer no Brasil.

Outra mudança que deve acontecer no decorrer do tempo é a redução da circulação de dinheiro em papel, pois como a transferência de valores é segura e imediata, torna-se desnecessário sair de casa com a carteira cheia.

Isso também diminui a chance de assalto porque tem menos dinheiro circulando nas ruas.

Aos poucos, a população vai se acostumando com as novas formas de pagamentos que surgem, como por exemplo, o QR Code.

Tais alternativas são mais práticas e seguras quando se trata de usar o dinheiro e tudo é uma questão de se acostumar aos novos hábitos. Basta ver o que ocorreu com o celular, e também que os filmes e as músicas passaram a ficar disponíveis em streaming.

Dessa forma, o que hoje é novidade, amanhã é comum e depois de amanhã, indispensável. Quando se fala em tecnologia, tudo é uma questão de tempo para se adaptar aos recursos que surgem.