O marketing de rede pode garantir a sua aposentadoria

0
208
Casal de idosos que trabalham com marketing de rede estão sentados confortavelmente no sofá de uma casa elegante.
O marketing de rede é uma alternativa para você assegurar tranquilidade e também qualidade de vida para o futuro.

O segmento de marketing de rede é cheio de tabus e mesmo assim garante a renda de milhões de pessoas no Brasil.

Elas recebem o dinheiro das vendas que fazem e ao mesmo tempo asseguram uma receita para o futuro.

Podem se aposentar sem reduzir o padrão de vida, porque continuarão recebendo dinheiro após parar de trabalhar.

Tais valores não têm nenhuma ligação com a previdência, nem com investimento financeiro.

Veja como o marketing de rede gera faturamento hoje e, também, proporciona paz e qualidade de vida amanhã.

Conheça uma oportunidade com ganho também no longo prazo

Marketing de rede é um modelo de negócios que oferece o desenvolvimento de habilidades muito importantes no mundo atual. Sua forma de remuneração está baseada na geração de renda atual e futura, fator positivo para quando as pessoas param de trabalhar. Descubra agora como funciona esse segmento.

Você já foi convidado para trabalhar vendendo algum tipo de produto para seus amigos e parentes? Conhece alguém que ganha a vida ou completa a renda dessa forma?

Esse modelo de negócios é mais conhecido como venda direta. Também é chamado de marketing de rede ou marketing multinível.

Trata-se de um ramo de atuação em que a confiança e o poder de convencimento vindos de pessoas conhecidas são aplicados para impulsionar o crescimento de todo o negócio.

Fazer algo por meio de indicação é uma prática tão antiga, quanto poderosa. Então, esse modelo de negócio é baseado em recompensar melhor quem indica mais pessoas para entrar na rede.

Segue um alerta.

É bastante importante ressaltar que não se trata de pirâmide. Esta prática é fraudulenta, criminosa e você deve fugir de quem lhe apresenta tal alternativa.

Mais a diante, vou contar como descobrir a diferença entre essas ações.

Dada a explicação, posso voltar ao raciocínio.

Um dos focos do marketing de rede consiste em gratificar quem convida as pessoas para serem representantes.

Sendo assim, elas recebem comissão, não só pela venda dos próprios artigos, mas também pelos pedidos feitos a quem indicaram para fazer parte da empresa.

Vou dar um exemplo.

Imagine que você seja vendedora e tenha convidado uma amiga para entrar na rede. Ela aceitou a proposta e também está indo bem no novo negócio.

Aí, você recebe comissão residual por todas as vendas que sua amiga fizer e assim a própria renda cresce no longo prazo.

O segredo do marketing de rede é ampliar e fortalecer contatos

Holograma com a mão de uma mulher tocando a imagem virtual de vários contatos ao redor do globo terrestre.
Quanto mais ampla e profunda for a sua rede de contatos, maior será a renda que você vai conseguir obter no futuro.

A partir do momento em que se ganha comissão pelas vendas feitas por quem entrou na rede com sua indicação, o negócio sobe de nível.

Vamos lá.

Se essa amiga vender para cinco pessoas, você vai receber comissão em cima de cada pedido.

Caso essas cinco pessoas se tornem representantes, você também ganha uma porcentagem de cada venda que elas fizerem. E assim por diante.

É legal ver se a empresa põe uma barreira na multiplicação das redes. Do contrário, não limite para suas possibilidades de ganho.

A proposta desse texto é explicar de que se trata o marketing de rede, mas por um ponto de vista que vai além do faturamento obtido nas vendas.

Esse modelo de negócios é a chance de criar uma renda passiva que lhe garanta tranquilidade no futuro.

O escritor Robert T. Kiyosaki publicou o livro O negócio do século XXI e lá ele explica as vantagens de investir nessa área.

Kiyosaki ficou conhecido ao escrever Pai rico, pai pobre. Tal obra se tornou um best-seller ao revelar o caminho das pedras para obter independência financeira.

Na opinião dele, o marketing de rede é uma forma de obter ativos. Mas o que é um ativo? É algo que gera renda enquanto você não trabalha.

É aí que está a chave para entender tal conceito. Casa e carro são bens que fazem parte do seu patrimônio, têm valor, mas não são ativos porque não geram renda. Ao contrário. Eles dão despesas com manutenção periódica.

Já a aplicação financeira é um ativo, pois paga juros todos os meses. Daí vem o ditado afirmando que é esperto que faz o dinheiro trabalhar por ele. Pense nisso.

Nova aposentadoria exige mudança de mentalidade quanto ao futuro

Quando você começa a receber comissão residual vinda de quem está na sua rede, essa receita tem como fonte um ativo.

Isso porque, mesmo sem ter trabalhado diretamente para aquelas vendas, houve dedicação em atrair mais gente para a empresa.

Veja bem. As pessoas que entraram a partir do seu contato, geram para você uma renda mensal. São esses representantes que formam o seu ativo.

É como se esforçar para guardar dinheiro e depois receber os juros da aplicação financeira, entendeu?

Claro que a porcentagem da comissão residual é inferior à da venda direta. Mesmo assim, sempre é bom ter uma grana a mais entrando na conta.

Tal porcentagem aumenta conforme o volume de vendas alcançado. Com real dedicação no presente, no longo prazo, a renda da aposentadoria pode estar garantida.

Mas quanto dá para ganhar só com a comissão residual?

Os valores variam de acordo com as empresas, mas algo em torno de R$ 8 mil por mês não é raro.

O valor máximo da aposentadoria paga pelo INSS em 2020 é de R$ 6.101,06. Você conhece quantas pessoas que recebem essa quantia da previdência?

E de agora em diante, vai ver cada vez menos isso acontecer porque, na nova regra da aposentadoria, não dá mais para descartar os 20% das menores contribuições.

O cálculo é feito com base na média de todos os pagamentos feitos durante uma vida toda de trabalho. Apenas quem recolheu a alíquota máxima o tempo inteiro conseguirá parar de trabalhar recebendo o teto da aposentadoria.

Já o valor mais baixo fixado pelo INSS é igual ao salário mínimo: R$ 1.039. Por volta de 35 milhões de pessoas recebem tal quantia atualmente.

O aspecto mais positivo do marketing de rede está em se focar na comissão residual para garantir o futuro.

Marketing de rede: escolha a empresa com muita calma e atenção

Jovem em pé, com a mão no queixo pensando nas decisões que precisa tomar.
Analise sem pressa o histórico da empresa, as vantagens que ela lhe oferece e a qualidade dos produtos oferecidos.

O primeiro passo após decidir entrar no segmento de marketing de rede é analisar com qual empresa trabalhar.

Verifique se ela está ligada à Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (abevd). Isso dá credibilidade à empresa.

Depois pesquise o histórico, a relevância no mercado e o plano de marketing oferecido aos representantes.

Além disso, quanto mais cursos, treinamentos e suportes criados para o desenvolvimento das habilidades necessárias ao bom desempenho no mercado, mais compromisso existe em relação ao aperfeiçoamento das pessoas.

A maioria delas imagina que para ter sucesso nessa área é preciso saber vender. Ao contrário. Essa nem é a característica mais relevante para se dar bem.

O importante é saber contar histórias, se comunicar com eficiência e liderar equipes. A gestão da rede envolve muito mais aptidões do que àquelas ligadas às vendas.

No decorrer do tempo, quanto antes melhor, será preciso aprender a liderar para dar apoio e orientação à equipe formada.

Então, empresas que oferecem tal capacitação têm verdadeira preocupação com o desenvolvimento de seus representantes.

De acordo com a abevd, hoje em dia existem mais 4 milhões de empreendedores independentes atuando no país e o setor movimentou R$ 45 bilhões em 2018.

As áreas com mais produtos vendidos são as seguintes:

  • Saúde
  • Beleza
  • Utilidades domésticas
  • Vestuário
  • Joalheria

É preferível escolher uma área com a qual haja mais afinidade. Claro que é possível aprender em qualquer uma delas, mas é melhor vender alguma linha de produtos que você goste ou conheça um pouco.

As informações, tanto da empresa, quanto dos artigos a serem comercializados, devem ser muito bem analisadas.

Daí em diante, basta se preparar, ter muita persistência e seguir firme em busca de seus objetivos.

Marketing de rede não tem nada a ver com o esquema de pirâmide

De vez em quando, surgem algumas empresas oferecendo a chance de ganhar muito dinheiro de forma fácil e rápida.

A melhor decisão nesse caso é se apoiar no ditado popular: quando a esmola é demais…

Mesmo assim, seja por ganância, seja por inocência, várias pessoas se deixam levar pela promessa de ficar rico em pouco tempo.

Os esquemas de pirâmide têm como principal atividade o recrutamento de outras pessoas para participarem do negócio.

Sempre é necessário pagar uma taxa só para entrar na rede. E em troca do valor cobrado, não é dado nada para iniciar as atividades.

Os produtos e serviços não têm valor comercial e às vezes, nem existem. A remuneração vem apenas da indicação de outros integrantes, sem precisar vender nada.

Esse tipo de atividade é fraude. Veja mais algumas características do esquema de pirâmide:

  • Não há produtos para vender ou a existência de algo é apenas uma enganação
  • Os primeiros a entrarem são os únicos que lucram com a operação
  • Não existe continuidade da atividade. Ela acaba de repente e gera prejuízo
  • Geralmente, não há emissão de nota fiscal, nem pagamento de imposto
  • Não há garantia da devolução do dinheiro, nem possibilidade de desistir
  • Está enquadrado nos crimes de estelionato e contra a economia popular, entre outros.

A primeira dica para saber que a proposta se trata de esquema de pirâmide, é ver se ela promete dinheiro rápido e fácil. Fuja dessa armadilha.

Inclusive, a Lei 6.200/2018 regulamenta o marketing multinível no Brasil.

Trabalhar com marketing de rede é bem diferente.

É preciso se dedicar ao negócio, mesmo que seja por meio período, e muitas vezes o retorno demora para aparecer.

Mas ao trabalhar bem hoje, com estratégia para o futuro, sua aposentadoria pode estar garantida.

Pandemia

O período de quarentena serviu para os profissionais de marketing de rede investirem mais tempo nos contatos digitais.

Essa fase ajudou a destravar quem ainda tinha receito não apenas de cuidar do networking na internet, mas também fazer negócios nesse ambiente que já deixou de ser novo há muito tempo.

Agora, em 2022, espera-se que os negócios sejam retomados com mais vigor porque quem fez a lição de casa tem muito a colher em relação ao que plantou durante o período de reclusão.