Exercícios físicos dão vigor para cuidar bem da empresa

0
407
Jovem mulher está correndo numa pista de cooper para manter a saúde. É um dos exercícios físicos bem fáceis.
A corrida pode ser praticada até na rua e traz mais benefícios para o organismo porque é um exercício de média intensidade.

Os exercícios físicos acabam com a sensação de desgaste e ainda deixam a mente afiada para enfrentar desafios.

Quando você começar a se mexer, vai se sentir mais disposto, concentrado e produtivo. Talvez nem precise trabalhar até mais tarde para cumprir suas tarefas.

Se, às vezes, consegue dar uma “esticadinha” até às 11h da noite, com certeza pode dar um jeito de mudar só um pouco a rotina.

A partir de meia hora por dia é o bastante para adquirir um hábito, cujo resultado é o ganha-ganha. O mesmo que igualmente tanto deseja quando fecha negócio com um cliente.

Veja os benefícios que terá ao cuidar de você e tome iniciativa para se tornar um empresário campeão de disposição.

Comece com o mais importante: o primeiro passo

A prática de exercícios físicos diminui o estresse, aumenta a sensação de bem-estar e a confiança para atingir metas pessoais e profissionais. Além disso, o empresário consegue elevar seu nível de energia e também a criatividade porque a atividade física estimula o desenvolvimento cerebral. Invista seu tempo para obter esse retorno.

Ao fazer exercícios, você vai adquirir recursos físicos, mentais e emocionais para lidar com toda a carga existente na administração de uma microempresa.

Da mesma forma, você executa as funções técnicas do próprio negócio, passa horas envolvido com o controle financeiro e ainda se vira para garantir a divulgação.

Geralmente, se desdobra sozinho. É muita responsabilidade. Sem falar das demandas da família.

Assim que começar os exercícios, vai deixar de sentir aquele cansaço sem fim de quem passou o dia inteiro embaixo do sol carregando piano. Tal sensação não é moleza.

A disposição aumenta bem rápido e até o humor melhora. Quem está do seu lado vai agradecer. Além disso, todas as tarefas passam a render mais porque a oxigenação do cérebro favorece o raciocínio.

Quem está há muito tempo parado deve começar caminhando 30 minutos por dia. Essa prática é de graça e pode ser feita na rua. No curto prazo, já melhora a condição de saúde das funções cardíacas, por exemplo.

Porém, médicos afirmam que o desempenho físico e mental se eleva apenas por meio da corrida. Mas, preste atenção, nada de exageros.

Na verdade, são os exercícios físicos mais intensos que liberam endorfina no corpo. Ela gera sensações de euforia, prazer e bem-estar.

Se você, por exemplo, conseguiu correr apenas 10 minutos ontem e, hoje, quer compensar com 2 horas, esqueça essa ideia.

Não vale à pena o esforço, pois o excesso vai só aumentar a chance de lesão. Como a proposta é melhorar a saúde, é bom respeitar os limites do corpo e do bom senso.

Em seu livro “Manual de Corrida”, Editora Gente, até mesmo o atleta olímpico dos Estados Unidos em 1972, Jeff Galloway, afirma que todo começo é difícil.

Ele adianta quais são os obstáculos que vão surgir. “Há distrações e até críticas. Normalmente, existe uma luta por dentro e por fora. O velho estilo de vida está lá e oferece segurança.”

Por outro lado, com esforço e disciplina, é possível encarar o desafio de começar a praticar exercícios físicos e, assim, mudar a própria vida.

Ao seguir essas dicas básicas, em pouco tempo já vai sentir bastante diferença no rendimento do seu dia a dia.

Tome alguns cuidados antes de fazer exercícios físicos

Exercícios físicos podem ser praticados em qualquer idade.
Exercícios físicos podem ser feitos por qualquer pessoa e é bastante importante manter uma rotina adequada com a idade.

Antes de calçar o tênis e sair correndo com todo o entusiasmo do primeiro dia de exercícios, seja precavido.

Qualquer pessoa acima de 40 anos deve passar por um check-up porque é preciso olhar para o corpo com mais cuidado.

Exames cardíacos, de laboratório e até ortopédicos vão mostrar com clareza as suas reais condições físicas e também os próprios limites.

Não desista da prática esportiva por causa dessa atitude consciente. Dá um pouco de trabalho, é verdade. Mas você vai se sentir mais seguro.

É como levar o carro para a revisão, antes de uma grande viagem com a família.

Basta se lembrar de que você suporta mais de 10 horas de trabalho por dia.

Todas as providências são para fazer esse período render o máximo possível. Sem todo aquele desgaste, inclusive emocional.

Se logo depois de iniciar, você sentir dores no peito ou no joelho, tendo feito ou não o check-up, procure um médico e veja o que está acontecendo.

Use as roupas mais adequadas a cada estação do ano.

Vestir moletom no verão, não faz emagrecer. Só te leva a perder mais líquido e você ainda pode ficar desidratado se ele não for reposto.

O tênis também é importante para evitar lesões. Calçados velhos e gastos são ruins porque podem fazer o pé virar durante a caminhada ou a corrida.

Especialistas no esporte dizem que a vida útil do tênis é bastante importante. A marca de 500 quilômetros é uma referência. Quem anda 2 quilômetros por dia, 6 vezes por semana, deve usá-lo por um ano.

Mesmo assim, há outros critérios para avaliar a qualidade do calçado.

Se você ficar esperto e seguir as orientações dos especialistas, basta ter disciplina com o novo dia a dia e esperar a chegada dos benefícios de uma rotina com exercícios.

Exercícios físicos beneficiam várias partes do corpo

A prática de atividade física melhora a vida em vários sentidos. Esse diferencial pode ser usado para impulsionar o desempenho na direção da empresa e torná-la mais competitiva.

Veja quais benefícios a corrida pode gerar no seu corpo.

  • Coração

Ele eleva o fluxo de sangue por todo corpo durante a corrida. Suas fibras ficam mais fortes e a cavidade aumenta. O coração ganha eficiência porque passa a bombear mais sangue, com menos batidas.

  • Pulmão

A capacidade respiratória se eleva, enfim, por causa da maior inspiração de volume de ar.

  • Cérebro

Os níveis de serotonina, sem dúvida, ficam mais altos. Esse neurotransmissor regula o sono, o apetite e, quando em baixa quantidade, está relacionado com a depressão.

  • Pressão arterial

Estimula a vasodilatação, ou seja, reduz a resistência para a circulação do sangue nas veias.

  • Colesterol

A corrida reduz a quantidade de LDL (colesterol “ruim”) e aumenta a de HDL (colesterol bom) para quem percorre longas distâncias.

  • Estresse

A produção de cortisol alivia, do mesmo modo, o estresse e a ansiedade do cotidiano.

  • Sono

A liberação de endorfina, além de gerar bem-estar, ajuda a relaxar e proporciona boas noites de sono.

  • Músculos

A corrida proporciona mais resistência muscular, inclusive por conta da queima da gordura alojada nos tecidos.

  • Articulações

As cartilagens das articulações ficam mais consistentes e, dessa forma, protegem essas áreas do corpo.

Tenha mais disposição e facilite seu dia a dia

Falando de forma mais ampla, você pode fazer exercícios físicos com o objetivo de perder peso.

A mudança dará mais disposição até para ficar em pé várias horas por dia atendendo os clientes.

Outra vantagem dessa iniciativa está no combate ao estresse porque ela ajuda a descarregar a tensão acumulada no contato com o público.

Afinal, o cansaço vem inclusive do desgaste com a administração da empresa. A atividade física deixa o dia a dia fica mais leve.

Mais um benefício dela está em ajudar a se desligar dos problemas.

Aquelas tão esperadas respostas que são buscadas para resolver algo, surgem de forma natural quando a mente está livre. Ela fica mais perceptiva aos sinais que surgem.

Os exercícios podem ser praticados na companhia de outras pessoas. Quem gosta de frequentar academia, por exemplo, sabe que esse ambiente ajuda a conhecer novos amigos facilita um networking bem bacana que pode, inclusive, gerar negócios.

Reflita sobre tudo isso.

O exercício físico melhora a saúde, mas sua empresa é beneficiada de forma indireta porque conta com alguém muito disposto para enfrentar qualquer situação.

Quer conquistar tudo o que viu até agora? Então, seja firme. Nada de dizer que não tem tempo.

O tempo gasto com os exercícios físicos é investimento

O tempo passa rápido e deve ser a aproveitado da melhor forma possível.
O tempo passa muito rápido e deve ser aproveitado da melhor forma em atividades que gerem mais saúde e real bem-estar.

Todo mundo conta com 24 horas por dia para usá-las da melhor forma possível. Não há exceção. Então, ninguém pode falar que não tem tempo para fazer algo importante.

Como é impossível estar em dois lugares ao mesmo tempo, é preciso escolher as reais prioridades. Ter jogo de cintura para imprevistos ajuda bastante.

Quantas vezes você já deixou de trabalhar, por exemplo, para ir ao médico com alguém da família ou a uma reunião escolar? A toda hora você faz escolhas relativas ao tempo.

O que muda, é como cada pessoa decide usar esse prazo finito. Sim, ele acaba. Mas amanhã começa tudo de novo.

Para começar a fazer exercícios, você precisa de meia hora. É muito pouco. São apenas 30 minutos. Depois, ao longo do tempo (desculpe o trocadilho), pode aumentar o prazo de dedicação.

Veja como a percepção é relativa.

Organizamos a agenda para ir ao médico porque é necessário cuidar da saúde. Uma consulta dura cerca de meia hora e, entretanto, por causa da importância do compromisso, encaramos deslocamento sem drama.

Fale a verdade, qual é a diferença entre as duas situações?

Ambas priorizam o seu bem-estar. E o médico (quase) sempre quebra o galho dos pacientes quando pedem um encaixe. De meia em meia hora, lá se foi a programação do médico.

Nem tente dar a desculpa que a consulta é esporádica e o exercício, diário. Você quer ficar sempre saudável ou só às vezes?

Fazer exercícios com frequência aumenta a imunidade e certamente reduz as idas ao consultório. Você já sabe disso.

A atividade física é a melhor opção, com retorno de curto, médio e longo prazos.

Fique atento em como você usa seu tempo no dia a dia

Em certas situações, o tempo é como o dinheiro: se não prestar atenção, ele vai embora e nem se sabe pra onde.

As redes sociais ocupam o primeiro lugar na lista dos vilões mais procurados por roubar tempo das pessoas.

As interações online são importantes, sem dúvida. O problema está no mau uso desse recurso do mundo atual.

Segundo pesquisa da GlobalWebIndex, feita nos três primeiros meses de 2019, o brasileiro passa 225 minutos por dia conectado nas redes sociais.

Do mesmo modo, outra armadilha preparada para tirar nosso tempo está na palma da mão: o celular.

As mensagens instantâneas disputam igualmente um lugar no topo do pódio para ver quem rouba mais tempo.

Você faz parte de quantos grupos do Whatsapp? Como ocorre com as redes sociais, essa ferramenta de comunicação é muito útil.

Existem inclusive grupos corporativos que geram negócios.

O problema está nas horas perdidas com bate-papo. Se quiser, enquanto trabalha, pode medir o uso e bloquear vários aplicativos.

Sua produtividade vai aumentar após limitar o acesso a algumas ferramentas digitais.

Ainda há outras formas de evitar o desperdício desse recurso tão valioso.

As famosas séries de televisão têm um pacto com o sofá, visando nos deixar com preguiça e sequestrar a disposição para qualquer tarefa.

Cada episódio dura 30 ou 60 minutos. Dois deles já levam embora aquela corrida no quarteirão.

Enfim, o objetivo dessa simples adaptação na agenda é incluir a atividade física como algo que certamente vai melhorar a sua saúde e te dar mais prazer no dia a dia.

Organizar a prioridade das tarefas é como planejar a educação alimentar. Não se trata de dieta. Basta reduzir o que te afasta dos próprios objetivos e acrescentar as iniciativas que o aproxima deles.

Quanto maior for a adaptação ao mundo dos exercícios físicos, mais rápida será a sua conquista.